Comentários das Liturgias

SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE

SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE
Pr 8,22-31 / Sl 8 / Rm 5,1-5 / Jo 16,12-15

santissimaTrindadeNa solenidade da Santíssima Trindade celebramos o mistério central da nossa fé: cremos em um único Deus, que se revela em três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. O mistério da Santíssima Trindade não é algo totalmente inacessível à inteligência humana, pois Deus não se fecha em si mesmo, mas também não é uma verdade que se possa comprovar empiricamente. Antes, é um convite que Deus nos faz para participarmos dessa comunhão trinitária, mergulhando nessa experiência de amor.


Deus revelou-se plenamente como um Deus Uno e Trino com a efusão do Espírito Santo. Mas o livro dos Provérbios convida-nos a reconhecer que o Espírito Santo se manifestara desde o princípio, enquanto sabedoria divina. Ela fora constituída desde a eternidade, e participou da obra da criação agindo como “mestre de obras”. Compreendemos que o Espírito Santo atua desde o princípio, tanto no universo físico, "brincando na superfície da terra", como na história humana, "alegrando-se em estar com os filhos dos homens".


São Paulo, na Carta aos Romanos, apresenta a fé trinitária a partir da ação mediadora de Jesus Cristo e da ação santificadora do Espírito Santo. Por meio de Jesus Cristo nos foi dada a fé, porta de acesso à graça divina e que nos fez, na esperança, participantes da glória eterna. E mesmo diante das tribulações, quem nos faz perseverar nessa vida de comunhão é o amor do Pai, derramado em nossos corações pelo Espírito Santo. Essa comunhão no amor de Deus nos concede a virtude da constância na fé, numa esperança que não decepciona.


São João narra o diálogo de Jesus com seus discípulos na última ceia, no qual Ele promete que enviará o Espírito da Verdade. Acolhendo o Espírito Santo os discípulos poderão compreender plenamente os ensinamentos de Jesus, e serão conduzidos à comunhão com o Pai. Da mesma forma que o Pai e o Filho permanecem em plena comunhão, também seus discípulos, sob à ação do Espírito Santo, serão conduzidos a essa mesma comunhão. Dóceis ao Espírito Santo, acolhemos Jesus Cristo como Senhor da nossa vida e da nossa história, nos empenhando em fazer acontecer seu Reino de justiça e de paz, para a glória do Pai.


A partir das palavras de Jesus, compreendemos que o mistério da Santíssima Trindade é uma proposta de vida que Deus faz a toda humanidade, visando um mergulhar contínuo em Seu amor. Na medida em que vivemos a espiritualidade da comunhão, aprofundamos o nosso conhecimento do mistério divino, não por meio de raciocínios lógicos ou provas empíricas, mas sim na participação da vida de amor trinitária. O processo de iniciação cristã, que tem seu auge no Sacramento da Eucaristia, é contínuo, na medida em que nos convida a uma comunhão sempre mais completa com Deus e com os irmãos. A vivência da nossa fé adquire um dinamismo contínuo até mergulharmos definitivamente na comunhão trinitária, na vida eterna.


Assim, enquanto nossa cultura hodierna instiga-nos a direcionar o sentido da nossa vida para nós mesmos, fechando nosso horizonte em um perverso egoísmo, Deus se revela no mistério da comunhão trinitária. A Trindade Santa revela que não encontraremos o sentido da vida vivendo isolados, mas somente na busca contínua da abertura ao outro, que nos complementa e nos faz crescer. Cremos em um Deus comunhão e é na vivência dessa comunhão que vivenciamos plenamente a nossa fé, tornando-nos "pessoas-em-comunhão" conosco mesmos, com Deus, com os irmãos e com toda a criação.

Liturgias Anteriores

Previous Next
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8